Canal Poheresia

Loading...

Translate

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Letras Tortas II

O segundo encontro do "Letras Tortas" foi um grito de alívio após uma semana inteira de provas, provas e provas. O clima tenso, o estudo compulsivo e, principalmente, a garganta seca, só fizeram aumentar a expectativa desse momento. Eis um pouco do que aconteceu:



Brindemos!



Mão Negra (vilão de um dos episódios do Chapolin Colorado).


Gente fina é outra coisa.




Reparem estes cabelos. Eles farão um milgre.



O mentor e o pupilo.




Milagre! Milagre! (Angélica chorando de rir)



Morgana registrou as manifestações da noite:






"Saussure de cú é rola. Prefiro o Visconde de Sabugosa."



"Eis que surge a aurora."



"Inovar é tudo: complete você!"



"Ninho que muda situações."



"Viva a antítese da vida!"



"Por que as pessoas demonizam o mais belo da vida?"



"Prefiro o céu ao clima mas o inferno à companhia."



"Periquita marcou minha boca."



"É a quinta da cabaça!"



"Vinho do Cabo da Boa Esperança."



"Faixa 5 do 666."



"Tacos, bolas e caçapas."



"Não é mais aurora. É o sol a pino! Jesus amado!"



"Eu quero que se foda e paus apareçam."



"É fácil meter o pau no cara."



"Fudeu, André!"




Caras e caretas
eternas
cervejas
e veja que tudo é
é, é, é...
beber e falar
sem ser olhos de visão total
e racional.
Isto é ser... eterno!

Autora: Angélica Castilho





Poema Dadaísta
Dalborgha Vanessão
Dany Boy Saussure
Vodica André
Amaury Angelical
Brahma (?)* Boca
Mestre Mano
Dios Carlito
Bebum
Amém!
Autor: Carlos Louzada


* O alto índice de teor alcoólico do poeta impossibilitou que a palavra em questão fosse escrita claramente.