Canal Poheresia

Loading...

Translate

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Eu sou normal!!!

O céu está nublado. Não faz calor nem frio. Tempo ideal para sair por aí. Dirigo com a janela aberta. O vento no rosto dá uma baita sensação de liberdade. Ah, que delícia de liberdade!O sinal fechou, eu parei. Olhei para minha direita e vi um sujeito de meia-idade com o dedo no nariz sem cerimônia alguma. Estava tão concentrado na sua limpeza que a qualquer hora poderia retirar seu cérebro ali mesmo. Enfim, deixei o cidadão em paz e virei-me para esquerda. Encontrei uma senhora maquiando-se na infinita e cega esperança de aparentar seus vinte anos já distantes. Era tanto pó na cara que, mesmo eu estando um pouco distante, cheguei a tossir algumas vezes. Entre uma tossida e outra, vi pelo retrovisor que atrás de mim havia uma menina que cantava uma música ( que não consegui identificar) como se estivesse no chuveiro de casa tomando um banho gelado num dia quente de verão.Depois de presenciar tudo isto, senti-me como o único ser humano normal sob a face da Terra! Eu apenas estava ali esperando tranquilamente o sinal abrir. Somente isto.Com o trânsito autorizado a seguir em frente, retornei à realidade. Voltei a ser Jorge, o louco que acabara de fugir do hospício furtando a ambulância da instituição.

Nenhum comentário: